segunda-feira, julho 19, 2010

Olhando com pureza


Lembro que quando era candidata a obreira ficava vendo as obreiras na IURD, vendo o seu trabalho achava aquilo encantador.
Não era pra menos né, mulheres que tinha inúmeras tarefas mais mesmo assim cuidavam da obra com tanto carinho, obreiras tão novinhas, que renunciavam suas vontades para agradar a Deus
Como não iria querer ser uma obreira também. O perfume delas exalava e me fazia ver a obra de Deus com tanta pureza. Ficava muito feliz de ver os obreiros no início da reunião orando para que Deus pudesse abençoar a reunião, pra Deus pudesse usar ao pastor, que eles puder auxiliá-lo nossa já me imaginava ali no meio deles orando e clamando pelo povo.Quando fui levantada a obreira coloquei dentro de mim que iria fazer como aquelas obreiras faziam, claro queria exalar o mesmo perfume.Não via a hora de ser trabalhar nas reuniões de uniforme.Lembro que quando a uma pessoa me chamou de obreira fiquei impressionada,meu Deus eu como obreira da IURD gente que privilegio servir ao Sr Jesus,saber que Deus estava contando comigo meu Deus muito bom isso.
Mais com o passar dos tempos e convívio com muitas obreiras via que muitas não eram como eu pensava. Ouvia obreiras reclamarem do uniforme, de não gostar da saia, não gostar do sapato, de ter que preencher o cabelo com o lacinho( marca a escova que demorou tanto pra ficar pronta) nossa reclamavam de tudo. E quando chegava um auxiliar de PR novo na IURD ai meu Pai!
Comecei a ver como elas viam....e a pureza que eu via a obra começou a ficar como.
Continuo no próximo post....

Um comentário:

Buscar

Carregando...